English Spain Brazil
Itaú Ag 6626 CC 66200-8| B do Brasil Ag 1229-7 CC 214384-4| Bradesco Ag 2286-1 CC 12100-2|

Fique Alerta

O que é câncer infantil?

 

É um grupo de várias doenças caracterizadas pelo crescimento descontrolado de células anormais em órgãos ou tecidos do organismo. São doenças raras, quando comparadas com o câncer no adulto e, muito mais curáveis. Atualmente, mais de 70% das crianças com câncer ficam curadas. Em determinados tumores, os índices de cura chegam de 90 a 100%, dependendo do tipo e do estágio da doença.

O que causa o câncer infantil?
Na criança, ao contrário do adulto, sâo fatores genéticos e não a exposição a agentes carcinogênicos ambientais. Portadores de doenças genéticas como por exemplo, a Síndrome de Down, apresentam maior chance de desenvolver leucemias. Outros fatores estariam associados ao aparecimento de câncer na infância, como: vírus (Epstein-Barr), radiação ionizante, exposição intra-uterina a hormônio (diethystilbestrol).

Quais são os principais tipos de câncer infantil?
Os tumores mais frequentes na infância são: leucemia linfoblástica aguda, em seguida os tumores cerebrais, linfomas, neuroblastoma, rabdomiossarcoma, tumor de células germinativas, tumor de Wilms (nefroblastoma), câncer hepático, osteossarcoma, etc.

Quais são os sinais e sintomas mais comuns?
Podems ser manifestações comuns a outras doenças não malignas, por isso é importante que o pediatra esteja atento e proceda a anamnese e exame físico cuidadosamente. Os principais sintomas são: palidez, anemia, perda de peso, petéquias e hematomas, febre de origem indeterminada, sudorese noturna, cefaléia, vômitos e distúrbios de marcha, ínguas persistentes, massa abdominal e mancha brilhante no olho (tipo “olho de gato”).

Quais são os tratamentos?
O tratamento se baseia em cirurgia, quimioterapia e radioterapia, dependendo do tipo e extensão da doença. Os tratamentos atuais visam a cura, mas sempre com a lembrança de que estamos tratando de seres em desenvolvimento físico, mental e social. Daí a importância da equipe multidisciplinar: médicos, odontólogos, enfermeiras, psicólogas, assistentes sociais, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, etc. No Brasil, temos assistido a um belíssimo trabalho de suporte à criancas com câncer e suas famílias com casas de apoio, como o exemplo da AURA e tantas outras que suprem carências e somam esforços para curar, aliviar e desenvolver futuros cidadãos saudáveis e produtivos.

Dra. Maria Nunes Álvares – Oncologista, Diretora Clínica da Santa Casa de Misericórdia/BH – Conselheira Consultiva da AURA

 

Principais sintomas e sinais de alerta

 

Febre prolongada de causa não identificada.

Perda de peso sem motivo.

Palidez inexplicada.

Ínguas de crescimento progressivo.
Caroço em qualquer parte do corpo, principalmente na barriga.

Reflexo esbranquiçado no olho quando da incidência da luz.
Dores no ossos e nas juntas, com ou sem inchações.

Crescimento do olho, podendo estar acompanhado de mancha roxa no local.

 

Vômitos acompanhados de dor de cabeça, diminuição da visão ou perda de equilíbrio.

Manchas roxas ou sangramento pelo corpo sem machucado.