English Spain Brazil
Itaú Ag 6626 CC 66200-8| B do Brasil Ag 1229-7 CC 214384-4| Bradesco Ag 2286-1 CC 12100-2|

Voluntariado

Voluntariado: Uma força que faz toda a diferença.

 

Uma ONG (Organização não Governamental), não pode ser pensada em sua totalidade sem pensar-se na importância e na necessidade da presença de voluntários – indivíduos imbuídos de responsabilidade, solidariedade, respeito e amor ao próximo.

Nós da AURA, temos o privilégio de contar com a ajuda de vários voluntários que, ao longo de quatorze anos, conviveram e enriqueceram, com sua disponibilidade e afeto, os dias de nossas crianças e de suas famílias.

A Lei do Voluntariado foi assinada pelo governo brasileiro, em 18 de fevereiro de 1998, Lei nº 9.608.
Esta lei dispõe sobre o serviço voluntário e dá outras possibilidades.

Participe sendo um voluntário!

Você pode construir um mundo melhor doando talento, tempo e conhecimento.

Desde já , queremos agradecê-lo pela decisão de escolher a nossa Instituição.

Faça seu cadastro é simples e rápido, basta informar alguns dados pessoais e que tipo de ação gostaria de realizar.

DADOS PESSOAIS

MasculinoFeminino


SolteiroCasadoSeparadoDivorciadoViúvo



TERMO DE ACEITAÇÃO DE VOLUNTARIADO

LEIA COM ATENÇÃO O CONTRATO ABAIXO!

Lei nº 9.608 de 18 de fevereiro de 1998.

Art. 1º Considera-se serviço voluntário, para fins desta Lei, a atividade não remunerada, prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza, ou a instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou assistência social, inclusive mutualidade.

Parágrafo único
O serviço voluntário, não gera vínculo empregatício, nem obrigação de natureza trabalhista, previdenciária.

Art.2º O serviço voluntário será exercido, mediante a celebração de termo de adesão entre a entidade,pública ou privada, e o prestador do serviço voluntário, dele devendo constar o objeto e as condições de seu exercício.

Art. 3º O prestador do serviço voluntário poderá ser ressarcido pelas despesas que, comprovadamente, realizar no desempenho das atividades voluntárias.

Parágrafo único
As despesas a serem ressarcidas deverão estar expressamente autorizadas pela entidade a que for prestado o sérico voluntário.

Declaro que lí e aceito os termos acima.